nota de crédito de familiar que faleceu foi recusada

  • 19 September 2022
  • 1 resposta
  • 19 visualizações

Aqui há uns tempos tive que mudar o nome da titular da conta da meo, pois o familiar com quem vivia faleceu. Mesmo com a pessoa viva, devido à idade avançada, era eu quem pagava as contas, inclusive da meo. Tive que pagar uma dívida antiga minha que estava no sistema, da qual já nem me lembrava. Não me importei, calculei que tivessem razão e paguei algo de que não me lembrava. As facturas agora estão em meu nome, mas apareceu uma com o nome do familiar falecido para pagar 9 cêntimos. Paguei. Surgiu outra factura com o nome do mesmo familiar, desta vez era uma nota de crédito de 25€. Liguei para o apoio ao cliente, esperei e lá me disseram que era só ir à loja e levantar o dinheiro. Fui hoje a Picoas com a certidão de óbito do familiar, com o BI. Mas, para espanto meu, disseram que era necessário uma habilitação de herdeiros. Ora, esse familiar não tinha posses para sequer dar-me ao trabalho de pagar não sei quanto para obtê-la. Sou uma pessoa calma, que raramente se enerva mas desta vez perante a má fé com que estas empresas trabalham, achei uma vergonha e escrevi uma reclamação no livro de reclamação e estou aqui a explicar a situação. O dinheiro agora fica coma a meo, claro, pois o sistema está feito de modo a que por defeito, quando é para pagar algo a eles não é preciso nada, quando é para receber pedem algo que só se pede quando se tem uma herança para receber. sou cliente há mais de 20 anos, mas fico-me por aqui. Vou para a NOS.

Ricardo Soeiro de Carvalho


1 resposta

Reputação 7
Crachá +23

boas

 

não é má fé...é mesmo uma questão legal...iria acontecer em qualquer empresa, banco, entidade publica, etc…

 

má fé é querer que alguém cometa uma ilegalidade só porque não se deram ao trabalho de fazerem habilitação de herdeiros como manda a lei…

 

é ridículos este tópico...

Responder