Pergunta

FiberGateway GR241AG esporadicamente desactiva DHCP para IPv4...?

  • 28 Fevereiro 2021
  • 4 respostas
  • 137 visualizações

Reputação 2
Crachá +3

Olá,

Tenho um FiberGateway GR241AG com o software 3RGW040A00r059. Não é muito «antigo» — salvo erro, tem cerca de dois anos — e está bem «cuidado», num espaço muito arejado ao qual ninguém chega, protegido com uma UPS (para estabilizar picos de corrente — nem imaginam como uma UPS prolonga a vida dos equipamentos), etc. À excepção do cabo de fibra, que é da exclusiva responsabilidade da MEO, a cablagem Ethernet usada cá em casa é toda ela CAT6, adquirida seja em locais especializados, seja a que foi montada ao longo do apartamento por técnicos credenciados (sim, eu sou maluquinho, e quando remodelei este apartamento, uma das minhas preocupações foi justamente ter cablagem de rede «de raíz», com um mini-bastidor embutido na parede, etc.). Isto só para dizer que penso conseguir excluir os problemas físicos do ambiente em que o FiberGateway está instalado.

Ao contrário de muita gente aqui no fórum, regra geral, não tenho tido problemas com o dito cujo. Preferia o interface da consola do Technicolor (muito mais parecido com os Ciscos a que estava habituado...), pois o do GR241AG foi claramente desenhado por um programador sado-masoquista :joy:  — mas isso é uma questão de gosto pessoal, claro está. Também sinto a falta de algumas funções, mas como a MEO deu-me outras funções que não tinha, enfim, em média, estou satisfeito.

Há umas semanas para cá, depois de meses e meses sem a menor falha (muito antes da pandemia), o FiberGateway começou a «engasgar». Ora, no passado, especialmente nos sítios onde vivi anteriormente, esses «engasgos» ocorriam por volta das 2, 3 ou mesmo 4 da manhã — altura em que muito frequentemente ainda estou acordado e a trabalhar. Coincidiam quase sempre com alterações programadas pela MEO — por exemplo, o router podia fazer um reboot (originado remotamente) após receber um upgrade de firmware; ou a MEO podia ter expandido a fibra nas redondezas, obrigando a reconfigurar os seus sistemas de alguma forma, e forçando remotamente o router a mudar os seus parâmetros de configuração. Isto, como podem imaginar, não era assim muito frequente. Na esmagadora maioria dos casos levava uns minutos até voltar tudo a funcionar. Por vezes o «engasgo» obrigava a um reboot manual. Mas não passava disso.

Os «engasgos» agora são ligeiramente diferentes: podem ocorrer a qualquer hora do dia, mas são mais frequentes de noite (a partir da hora de jantar, mais ou menos). Geralmente não reparo imediatamente que o router deixou de responder — há sempre buffers, caches, etc., e como muito raramente vejo TV, também não reparo se o sinal de TV «caíu». Normalmente só me apercebo quando «cai» a ligação ao NAS: ao fim de uns segundos, o meu Mac «desiste» de comunicar com as pastas partilhadas e informa que perdeu o contacto com as mesmas. Por vezes é possível ainda aceder via interface Web do GR241AG e fazer o reboot por software; mas o mais frequente é que o router pura e simplesmente deixe de responder e pronto, tem de ser mesmo desligado e voltado a ligar. Recupera rapidamente «como se nada tivesse ocorrido», por isso presumo que não fosse um problema de rede (da responsabilidade da MEO) mas sim do router.

Nunca reportei este erro à assistência técnica, pois ocorria a uma frequência baixa. Nenhum equipamento é 100% perfeito. É aceitável fazer um reboot de vez em quando, e podem haver milhões de razões perfeitamente válidas para isso acontecer.

Chega a pandemia e estava à espera do pior — em termos de sobre-utilização da Internet, já que muito mais gente passou a trabalhar remotamente a partir de casa (eu já o faço há 25 anos...) e aqueles que não o podem fazer passaram muito mais tempo em casa sem mais nada que fazer do que ver TV e aceder às redes sociais, incluindo aquelas que estão pejadas de vídeos… mas a verdade é que tenho tido sorte, e pelos vistos a MEO reforçou muito bem a rede na minha zona (Odivelas), pelo que não notei nenhuma «pioria» significativa do serviço.

Mas o certo é que estas «quebras» de ligação — ou do que quer que estivesse a acontecer ao router — eram vagamente irritantes. Decidi investigar um pouco, e durante algum tempo pareceu-me que a resposta era simples: o meu NAS está a sincronizar os dados externamente (e vice-versa: também recebe backups feitos num servidor remoto), e provavelmente atingi um limite qualquer do GR241AG, fazendo-o «engasgar-se» com a quantidade de informação a enviar e a receber (em simultâneo). Seja como for, resolvi isso limitando a banda a nível do NAS (deveria ser possível fazê-lo no GR241AG...), o que pareceu resolver (ou pelo menos melhorar!) a situação.

No entanto, de há uns dias para cá, tenho assistido a um problema novo, que é ainda mais estranho: volta e meia, sem razão aparente, o servidor de DHCP interno do GR241AG «morre», expirando todos os endereços IPv4 atribuídos, e removendo também toda a configuração IPv4 do GR241AG! Ora isto é mesmo estranho; e, para aumentar a estranheza, quando isso acontece, deixa de ser possível entrar via telnet (para o endereço IPv6, já que o IPv4 desapareceu...) ou via web interface. Ou melhor: ainda consigo ver o pedido de login/password, mas nenhum é aceite. Isto é particularmente estranho por ser algo que não está minimamente relacionado!

Levo bastante tempo a aperceber-me dessa situação, pois, desde que a MEO tornou todo o seu backbone IPv6, e grande parte dos serviços que uso usa IPv6 (incluindo esse tal servidor externo), pelo que «tudo continua a funcionar»… excepto que, volta e meia, começam a falhar alguns sites (aqueles que ainda não usam IPv6…). Por exemplo, o Google funciona, mas não o Bing. As minhas pastas remotas no NAS funcionam, mas não a OneDrive da Microsoft; e assim por diante. É nessa altura de «engasgamento generalizado» que vou ver as configurações da placa de rede… e vejo que os endereços IPv4 pura e simplesmente desapareceram das tabelas de todos os dispositivos. Deixa de ser possível aceder à MEOBOX (também só usa IPv4...). E não é uma questão de fazer um refresh ou renew lease — o servidor DHCP não está lá. Não sei se está sequer activo ou não; pura e simplesmente «emudeceu».

Também julgo, ou suspeito, que nessas alturas o servidor DNS do GR241AG deixa de funcionar. Mais uma vez: não me apercebo disso imediatamente, porque quase todos os meus equipamentos usam o 1.1.1.1 (ou melhor, o 2606:4700:4700::1111), portanto a resolução de nomes continua a funcionar.

Mas o resto parece bem. As duas redes (2.4 e 5 GHz) estão activas, e posso «sair» delas e voltar a «juntar-me» que ambas funcionam. Dão um pequeno erro no iPhone por um segundo ou dois (a dizer que a Internet não está disponível — porque não receberam endereço IPv4 via DHCP) mas depois conecta-se… mas apenas com IPv6. O mesmo se passa com o iPad.

Se tento usar o Meo Go com o iPhone — por exemplo — não consigo ligar-me à MEOBOX, pois esta aparentemente só tem um endereço IPv4, e, como tal, não é encontrado na rede.

No tal NAS que mencionei tenho a correr o Plex. Apesar do NAS propriamente dito estar a funcionar tanto com IPv4 como IPv6 (isto significa, por exemplo, que se as pastas partilhadas estiverem a ser «vistas» via IPv6, então não são desmontadas; isso só acontece quando foram montadas por IPv4), o Plex é chatinho, e só usa IPv4. Logo, nada funciona. Mas posso usar o VLC, por exemplo, para aceder a uma pasta remota no NAS, e abrir os vídeos por aí (e até ir buscar legendas ao OpenSubtitles.com, pois este tem um endereço IPv6 activo) — funciona sem problemas.

Isto só para explicar que não tenho, de todo, uma funcionalidade «limitada» ou «intermitente». Nada disso. Tudo o que (já) tenha um endereço IPv6 continua a funcionar precisamente como dantes. O que tiver ainda um endereço IPv4, deixa evidentemente de ser acessível (a não ser que se use um túnel… não experimentei) — fantástico como, ao fim de 25 anos desde a sua invenção, o IPv6 ainda continua a ser pouco utilizado…

Eis agora mais um pormenor curioso: aparentemente, os PCs com Windows 10 (é o caso do laptop e do desktop da minha mulher) não são afectados, ou seja, continuam a conectar-se via IPv4. Não consegui confirmar isto a 100%, até porque muitas vezes é a minha mulher quem detecta primeiro a «quebra na ligação». Mas hoje de manhã ela aparentemente estava ligada por IPv4, e eu «apenas» por IPv6 — digo isto porque ela estava ligada a um site que sei só funcionar por IPv4 e parecia não ter problemas. Ora eu tinha reparado que tinha «perdido» o acesso a IPv4… mas quando voltei a verificar, o DHCP entregou-me um endereço IPv4, e fiquei sem saber o que tinha acontecido. Quero com isto dizer que muitas vezes o DHCP recupera sozinho sem eu fazer nada. Ou seja, dá-se apenas um «engasgo» e a rede recupera por si só.

Outras vezes, infelizmente, não tenho outro remédio senão fazer um reboot ao router. Quando o GR241AG arranca, o DHCP para IPv4 está sempre a funcionar. É só ao fim de algum tempo que «desaparece». Quando? Não sei. Parece aleatório — tanto pode levar horas como dias.

Já desconfiei que fosse uma questão de tráfego excessivo na rede local (estava a escrever um outro artigo sobre isso, mas ainda estava mais comprido do que este :rofl: ). Ainda não determinei com a certeza absoluta que o Windows 10 não é afectado — podia ser um problema apenas com a tecnologia Apple! No entanto, tenho pelo menos três dispositivos que não são nem Apple nem correm Windows — a impressora HP, o NAS Synology, e um TV dongle de marca chinesa. Os dois primeiros também «perdem» o acesso ao IPv4 ao mesmo tempo que os dispositivos Apple. O outro, enfim, na verdade não sei, porque acho que só funciona com IPv4 e — tal como a MEOBOX — fica simplesmente indisponível…

Colocar leases estáticas também não resolve o problema: é que, do ponto de vista dos dispositivos «afectados», o GR241AG também desapareceu da rede IPv4. Como não consigo entrar nele por IPv6 (aparentemente, os micro-servidores Web/Telnet/SSH que correm lá dentro estão «agarrados» a um endereço IPv4 — embora o caso do Telnet/SSH seja ainda mais estranho, pois se é verdade que «responde» ao endereço IPv6 tal como esperado, deixa de reconhecer o login/password habituais!), também não sei dizer o que se passa com o GR241AG.

Como isto é muito misterioso, queria saber se mais alguém teve uma experiência semelhante. Vou deixar um ticket no suporte técnico da MEO, mas presumo que seja uma questão tão complicada e específica que a «primeira linha» de suporte não saiba responder (até porque se soubesse, estaria na base de conhecimentos da MEO...), e é pouco provável que algum técnico da segunda linha tenha paciência para responder… provavelmente vai olhar para a minha ligação, dizer que a conexão está activa, e ignorar silenciosamente a «reclamação». Isto será tanto mais verdade se o GR241AG efectivamente não «perder» o endereço IPv4 e a MEO conseguir entrar no router remotamente. Mas enfim, logo se verá.

Entretanto, se tiverem sugestões do que deva fazer, sou todo ouvidos! :ear::ear::ear:

Abraços a todos.


4 respostas

Possuo o mesmo Gateway e também estou com o mesmo (do género) problema com o DHCP (provavelmente). Também tenho cablagem e dispositivos todos em ordem.

Tal como acontece ao OP, durante vários dias pode estar tudo a funcionar perfeitamente mas de um momento para o outro, certos dispositivos deixam de ter acesso à web.

No meu caso, ainda agora cheguei a casa e não me consegui ligar nem com o meu Samsung S10 nem com o meu portátil.

No caso do telemóvel (wifi), aparece o erro “Não foi possível obter endereço IP”.

No portátil (cabo), aparece como ligado mas apenas possuo acesso à Google e pouco mais.

 

No entanto, os 2 (de possíveis vários dispositivos) dispositivos voltam a ter acesso à web com 2 soluções básicas.

1- Reiniciar Gateway (chato)

2- Atribuir IP estático a partir do dispositivo (não a partir de uma lease estática).

Ao “forçar” um IP estático a partir do dispositivo cliente, o mesmo liga-se imediatamente.

 

Como o OP disse, este problema começou à relativamente pouco tempo. Nesse tempo, já foram trocados o Gateway e Box 2 vezes.

Uma troca num contrato e outra “troca” num contrato novo.

 

Se ajudar, moro na periferia de Lisboa.

 

PS: Problema já foi reportado ao apoio ao cliente mas não serviu de muito. Espero que com a minha reply o post seja visto.

 

Cumps

Crachá

Estou sensivelmente com o mesmo problema. Do meu lado nem adianta fazer reclamação porque o problema é sempre “do quem tem ligado na sua rede”, ou “do switch”, ou “não pode ter o IGMP Snooping V3 ligado”, etc.

Boas,

 

Tenho o mesmo router há mais de 2 anos e sempre cumpriu. De há 15 dias para cá também está com o comportamento de não atribuir IP por dhcp. Já aconteceu 3 vezes, a única solução é reiniciar. Confirmo que colocando IP estático num dispositivo afetado funciona o acesso às internet. Parece que a Meo fez alguma asneira no firmware.

Reputação 6
Crachá +18

pois o do GR241AG foi claramente desenhado por um programador sado-masoquista :joy:

 

:joy::rofl:  piadas a parte, já me deu para rir a grande. O sintoma que reporta aparenta ter a LAN pasmada. Não consegui absorver tudo o que descreveu que tem na sua rede interna, mas poderá haver ou algum conflito ou um tema pontual de DHCP.

Não descarto de todo que possa haver algum tema no firmware do Fibergateway para uso mais avançado, dado que desde que mudei de router, não voltei a ter esse problema (antigamente tinha, por um problema de excesso de devices “era mais de 40” o DHCP a determinado ponto flipava) não tinha esse comportamente sempre, mas volta e meia acontecia. A única solução que tinha na altura era fazer backup das config, reset de fábrica no router e um restauro das configs..   

Responder