Fidelização

  • 19 Maio 2015
  • 0 respostas
  • 795 visualizações

  • Principiante
  • 1 resposta
Boas, é a primeira vez que coloco um post no forum e não é por boas razões. Sou cliente MEO desde 25-06-2008,Tenho que exprimir a minha revolta para com a MEO, devido à informação enganosa e errada de certos colaboradores da MEO no que diz respeito aos contatos telefónicos, para já não coloco nomes de ninguém mas se for necessário para a próxima vou colocá-los neste forum ou noutro lado qualquer. Em 03-03-2015 fui informado que não tinha qualquer fidelização com a MEO, Entretanto devido ao fato de me encontar desempregado, tive outras ofertas mais vantajosas de  várias operadoras com serviço FIBRA, o meu atual com a MEO é ADSL, que à 3 anos me dizem que mais mês menos mês teria passagem de FIBRA pela área da minha residência, até hoje nada,Aderi a outro serviço pelo fato de não ter Fidelização, quando foi efetuado a PORTABILIDADE do telefone FIXO, sou surpreendido com uma chamada telefónica da MEO a dizer que tinha Fidelização desde JANEIRO de 2015 por motivos de ter aderido ao M4O, que entretanto pedi o cancelamento devido a falta de informação de que teria que ter os telemóveis desbloqueados, ou seja informações incompletas e contrato escrito não mencionando esse pormenor, a MEO aceitou a minha reclamação e voltei ao MEO TOTAL 24. No dia 12-05-2015 nova chamada telefónica da MEO a dizer que tinha Fidelização desde JANEIRO de 2015 e que não podia rescindir o contrato sem pagar indemnização cerca de €1.300,00, ou me davam a hipótese de novas condições de serviço, ACEITEI, porque como é de calcular não tenho condições financeiras para pagar tão elevada quantia, Dia 16-05-2015 desloquei-me a uma loja MEO, e que fui muito bem atendido mas não podiam facultar as condições que me propuseram no dia 12-05-2015, ligaram-me com outro colaborador da MEO, que me disse que aquelas condições que me tinham oferecido não eram as que estavam registadas,e primeiro ativavam o serviço e depois enviavam a MATRIZ, claro que recusei, e na loja diseram-me que estava Fidelizado desde JANEIRO de 2014 devido á oferta da mensalidade da MEO BOX, conclusão estou Fidelizado até quando? Desde quando?. Dia 18-05-2015 ligam-me novamente da MEO a perguntar porque recusei a ativação do serviço, respondi que queria as condições oferecidas anteriormente, resposta a mesma, não pode ser, que estou Fidelizado e tenho que pagar Indemnização, pedi para saber como proceder á audição das gravações dos dias em que me disseram que não tinha Fidelização e do dia da proposta de melhores condições, RESPOSTA, as gravações são apagadas passados 30 dias e só gravam 5% das mesmas segundo consta a Lei.Conclusão só gravam o quê? Será possivel uma empresa da dimensão da PT/MEO funcionar assim ? Hoje fui á área de cliente outra surpresa, uma quantia consideravel para pagar , porque consideram a passagem de M4O para MEO TOTAL 24 transitória por o meio colocaram MEO SURF, depois MEO SURF 24, e cobram 2 taxas por cada uma de €17,00, Concluindo, não tenho o serviço mas está ativo, faturam na mesma, cobram pacotes que não solicitei, estou Fidelizado por istou ou por aquilo, pedem Indemnização, dão condições que depois não podem cumprir, e todos os colaboradores dão informações diferentes para a mesma situação, espero que não apaguem o post, e que me possam responder a esta situação vergonhosa, porque acho que a PT/MEO tem um nome a defender como grande empresa que é. VITOR COSTA - C.C. 05814901 - Contr. 119621495 - nº CLIENTE : 1261517436 

Como podem verificar não me escondo nem tenho receio de me identificar perante esta situação, ao invés dos colaboradores da MEO que me colocaram nesta situação e já tentei falar com eles e dizem-me que os senhores em questão não atendem ninguém só contatam os clientes.Espero obter resposta da parte da PT/MEO, que é obrigação perante os clientes, ainda por cima sem divida nenhuma á empresa.

 

                                                                                                  Subscrevo-me com elevada estima e consideração

  

                                                                                                                              Vitor Costa

0 respostas

Seja o primeiro a responder!

Responder