Dúvida contrato

  • 19 Outubro 2010
  • 3 respostas
  • 539 visualizações

Boa tarde,
O meu contrato com a Meo ADSL termina a 18 de Janeiro. Neste momento tenho a oferta de um serviço mais completo por menos 10 euros noutra operadora e eu queria aproveitar, pois em tempos de crise tudo o que se pagar a menos é bem vindo. Pois bem aquilo que pergunto é o seguinte: se enviar uma carta de rescisão para a Meo para suspender o serviço a partir do dia 18 de Janeiro eles cortam agora ou só em Janeiro? Só tenho de pagar as mensalidades em falta?
Obrigado

3 respostas

Se indicar na carta que apenas quer que cortem o serviço em Janeiro, eles apenas o irão cortar em Janeiro, no entanto e sendo rescisão de livre vontade, terá sempre que pagar as mensalidades em falta, quer usufrua ou não do serviço.
Atenção aos contratos.
Todos os contratos que já li (da maioria dos operadores) mencionam que o serviço é pago e cortado 30 dias corridos após recepção da carta de rescisão (registo e AR obrigatório para não haverem dúvidas).
Penso que é possível enviar uma carta a meio de Outubro, a pedir para considerarem um pedido de rescisão a dia 17 de Dezembro (esse dia não conta).
Como o cliente está obrigado a avisar com 30 dias de antecedência, pede a rescisão com 30 de antecedência do fim da fidelização (penso ser possível, não há nada como pedir aconselhamento à DECO).
Transcorridos os 30 dias (a 18 de Janeiro), a PT faz o corte e efectua a última factura.
Penso que esteja tudo certo, mas como digo, a DECO dá ajuda nestes casos.
Deveria ser assim...mas uma vez tentei rescindir um serviço na data em que acabava uma promoção para evitar o agravamento de preço. Mandei carta uns 3 meses antes...e recebi resposta na semana seguinte a cancelar o serviço "com efeitos imediatos"...foi obviamente má fé e mesquinhez (o serviço era pago anualmente)...mas optei por não me chatear. SE o serviço for importante para ti convém ter cuidado...se bem que sendo pago mensalmente o risco deve ser menor...

Responder