denuncia de funcionario

  • 22 Agosto 2018
  • 2 respostas
  • 338 visualizações

Boa tarde,

Venho por este meio dar conta do meu desagrado por ter sido contactado, hoje dia 22 de Agosto por volta das 16 horas via telefónica por um dos vossos funcionário co sotaque Brasileiro, sendo muito inconveniente nas conclusões que tirava  do decorrer da conversa, emitindo a sua opinião e falando interruptamente, deixando no ar se o cliente não pensava como ele era estupido.

Rematou finalizando, sito ( já que não gosta de meter os ovos todos no mesmo cesto temos pena)  e desliga o telefonema.

Lamento que tenham necessidade de recrutar Brasileiros para fazer esta triste figura que não abona nada a favor da empresa.

Identifico-me com o numero de telemóvel 965782512 acedendo assim aos meus dados e provavelmente o registo da chamada.

 

Atenciosamente,

Azevedo Rodrigues

2 respostas

Boa tarde,

Venho por este meio dar conta do meu desagrado por ter sido contactado, hoje dia 22 de Agosto por volta das 16 horas via telefónica por um dos vossos funcionário co sotaque Brasileiro, sendo muito inconveniente nas conclusões que tirava do decorrer da conversa, emitindo a sua opinião e falando interruptamente, deixando no ar se o cliente não pensava como ele era estupido.

Rematou finalizando, sito ( já que não gosta de meter os ovos todos no mesmo cesto temos pena) e desliga o telefonema.

Lamento que tenham necessidade de recrutar Brasileiros para fazer esta triste figura que não abona nada a favor da empresa.

Identifico-me com o numero de telemóvel 965782512 acedendo assim aos meus dados e provavelmente o registo da chamada.



Atenciosamente,

Azevedo Rodrigues

A reclamação é pela resposta que lhe deu ou por causa da nacionalidade do atendente?
O funcionário do MEO, julga que "manda" na minha casa!

No passado dia 4 de junho, pelas 12h57 - hora local/Açores (atenção que fiz questão de registar a hora), recebi um contacto telefónico de um funcionário da MEO e a conversa foi a seguinte:
atendo a chamada, o Senhor X, refere se é boa altura para o contacto, eu refiro educadamente que não, porque tenho o meu filho doente (bebé) a dormir, que ligue noutra hora. Ao que o senhor X prontamente e num tom autoritário me responde e qual é o problema? Eu respondo, ainda educadamente, que não quero fazer barulho, porque ele está a dormir. O senhor X inisite, no mesmo tom, então porque atendeu? Eu ainda educadamente respondo, para o toque do telefone não o acordar. O Senhor X interpela-me prontamente, e se a campainha tocar também não atende, é (a roçar o sarcarmo)!? Nesta altura já não fui educada e disse-lhe mas o que é que vocé tem que ver com isso, a casa é minha e faço o que entender, não tenho de lhe dar justificações. E o Senhor X, de imediato, refere: oh minha senhora não precisa ser mal educada. Bem, esta última frase foi super caricata. Enfim, posto isto, vou mudar de operadora. Sim, porque quem manda na minha casa sou eu. MC

Responder