Resolvido

Carta Aberta

  • 24 February 2022
  • 3 respostas
  • 188 visualizações

Bom dia Exmos srs, CEO Alexandre Filipe Fonseca, Vice-Presidente, Diretores…
Venho por este meio agradecer-vos toda a simpatia, profissionalismo, disponibilidade e empatia da vossa funcionária da loja do Serra Nova quando fui solicitar o cancelamento do serviço Meo, por falecimento do titular.
Questionada a assistente se havia alguma penalidade associada ao corte do serviço a mesma informou-me que devido ao motivo do cancelamento não havia qualquer penalização associada, foi-me solicitado o cartão de cidadão do meu marido, o meu cartão de cidadão e a certidão de óbito, documentos que facultei de imediato.
Fui informada que seria contatada pela Meo para confirmar o cancelamento do serviço e assim foi, 5 minutos depois de sair da loja fui contatada pelos vossos serviços.
À assistente que me contatou e que me informou que por razões legais a chamada seria gravada, também tenho agradecer toda a simpatia, profissionalismo, disponibilidade e empatia durante toda a chamada. A sra informou-me que tinha recebido toda a documentação entregue na loja e questionou-me se seria possível manter o contrato com outro titular e informei que não porque iria vender a casa, também me questionou se seria possível passar o contrato para outro titular, um familiar, por exemplo, e informei não ser possível porque a minha filha já era vossa clt com contrato associado.
Sobre esta tentativa de reter o clt (clt esse falecido) achei de muito mau gosto aproveitarem uma chamada de cancelamento de serviço por óbito, para “reter” um clt, mas até desvalorizei porque entendi que assistente estava a fazer o seu trabalho, mesmo sabendo que o pedido era por morte do titular e não achando nada adequado porque já chegava o sofrimento em que me encontrava, mas as empresas não são geridas por sentimentos, pois não Sr CEO?
Questionei mais uma vez se havia alguma penalidade associada ao cancelamento do serviço e mais uma vez fui informada que tendo em conta a razão do cancelamento não haveria qualquer penalização e só teria de pagar as chamadas efetuadas pelos telemóveis associados após o cancelamento do serviço, dado que passariam para outro tarifário.
Também fui informada que teria de entregar os equipamentos e assim fiz quando me desloquei à vossa loja no Auchan em Alverca, dentro do período indicado.
Hoje Sr. CEO venho desta forma retribuir todo o vosso profissionalismo, disponibilidade e empatia no envio da carta por vós enviada, onde me recordam que perdi o meu companheiro de vida há 53 dias e em que me cobram um valor de 233, 54€ e porquê este valor? Por Penalização e Indemnizações!?!?!?

Srs, CEO, Vice-Presidente, Diretores… querem que vos indemnize pelo falecimento do meu marido?
Fiquei horrorizada pelo valor que me estão a cobrar e pelo não cumprimento de tudo o que me foi dito.
Tentei junto da linha resolver a questão e mais uma vez o assistente que falou comigo foi muito simpático e disponível e informou-me que vão analisar a minha situação e que provavelmente me iria solicitar novamente toda a documentação.
No final desta chamada recebo a seguinte sms:
 

Sr. CEO Alexandre Filipe Fonseca vão analisar o quê em 10 dias? As causas da morte do meu marido? Vão solicitar novamente a documentação porquê, se a assistente que me contatou me garantiu ter recebido os cartões de cidadão bem como a certidão de óbito enviada pela assistente da loja e que já estava em sistema, garantia essa dada numa chamada que se encontra gravada?
O sr. Alexandre Filipe Fonseca tem todo o direito de se questionar como é que eu no meio de todo o meu sofrimento tenho tempo para lhe escrever, eu respondo-lhe:
Faço-o por toda a falta de sensibilidade no tratamento desta situação, faço-o pela falta de profissionalismo dos vossos serviços por enviarem uma penalidade quando têm convosco uma certidão de óbito, faço-o pela minha filha que mais uma vez não foi poupada à dor pela vossa falta de tato, faço-o por todas as esposas, maridos, pais, filhos, irmãos, cunhados, etc, que no momento mais dolorosos das suas vidas recebem cartas como a vossa em que lhes é exigido o pagamento de uma penalização pela morte dos seus entes queridos.
Um pagamento ilegal porque a lei indica o seguinte:
Há casos em que pode terminar um contrato de serviços de comunicações eletrónicas com período de fidelização sem ter de pagar uma penalização. 
Óbito do titular do contrato: nestes casos, o falecimento do titular provoca a caducidade do contrato, nos termos da lei civil. A caducidade produz efeitos a partir do momento em que o óbito é comunicado ao prestador. Nestas situações quem sobrevive ao titular do contrato deve informar o operador do óbito e apresentar a respetiva certidão.
Fico aguardar pela vossa resposta à análise do meu pedido, lamentando que a situação não estivesse já resolvida, conforme sempre me informaram.
Com gratidão e os melhores cumprimentos
APGS
 

icon

Solução por Ricardo27 24 February 2022, 12:15

Ver original

3 respostas

É vergonhoso uma empresa como a MEO não ter a mínima decência pelos seus clientes e num momento de dor ainda solicitarem uma indemnização à esposa, pelo falecimento do seu marido.

Estamos onde? No 3o mundo? Onde as pessoas têm de indemnizar as empresas porque um cliente partiu e por isso é menos um a pagar contas? E como tal precisam de ser indemnizados?

Desejo de coração que nenhum de vós tenha de passar pelo mesmo, onde não podem ter tempo para gerir a dor porque têm de andar a tratar de burocracias, porque mesmo depois de as tratarem ainda surgem estes casos insólitos, onde o email vem dirigido ao falecido. Sim, o email começava com "Olá, XXXX", é para quê? Para nos ajudar a lembrar que ele já não está ? Não precisamos, obrigada, todos os dias acordamos com essa realidade.

 

Seria de bom tom que as empresas se pudessem modernizar e deixar de tratar os clientes como um número, ou como um € e passassem a tratar os mesmos como pessoas que são. Seria de bom tom que pudessem ter pessoas à frente da empresa com sentimentos e não com ganância.

 

Obrigada MEO por me mostrares a realidade do mundo em que vivemos, gerida pela falta de humanidade.

 

Ass: A filha.

Reputação 7
Crachá +24

Os meus sentimentos pela vossa perda.

Certamente que se trata de um erro dos serviços da MEO, provavelmente com o processamento da documentação entregue, que, dada a natureza e razão do pedido, se torna especialmente grave e de mau gosto.

Mas certamente que será corrigido.

Quanto ao SMS, trata-se de um envio automático de tipologia standard onde apenas muda o numero do pedido.

Caro Ricardo,

Agradeço sinceramente as suas condolências.

Em relação ao sms enviado até se pode tratar de um envio automático, mas foi exactamente o tempo que o assistente que me atendeu às 07:00, me indicou.

Erros só não os comete quem não “põe as mãos na massa”, mas tendo em conta terem em sistema a certidão de óbito, deveriam ser muito mais cuidadosos no envio das suas missivas.

A Meo tem os meus contactos para resolver rapidamente a situação e assim espero que o façam.

Responder