Problema na adesão a serviço Unlimited - MEO recusa-se a resolver a situação.

  • 4 Agosto 2015
  • 2 respostas
  • 836 visualizações

Boa Tarde,


 


Estou com um problema num serviço MEO, (móvel, Umlimited L).


 


O meu contrato com a Vodafone termina em breve e estou a pensar pedir a portabilidade do número 91 para a MEO.


 


Há cerca de duas semanas dirigi-me a uma loja MEO onde fui liquidar uma fatura em atraso (de outro serviço) e pedi informações sobre a adesão a um pós-pago c/ equipamento e portabilidade posterior. Fui informado que teria que primeiro liquidar a fatura em questão e depois travava-se de tudo no mesmo dia à excepção da portabilidade uma vez que o contrato com a Vodafone acaba no final do mês de Agosto.


 


Fiz o pagamento em numerário, pois seria mais rápido para o sistema assumir e regularizar a situação.


 


Após isto o sistema da loja (não era oficial) não permitia a adesão a nemhum serviço com contrato, pediram-me para ir ligando para o 1696 e quando a linha me informasse que a questão estava regularizada podia passar na loja e iniciar o prodecimento.


 


No dia seguinte liguei e informaram-me que o meu NIF não tinha algum valor em dívida, pelo contrário, tinha valores a crédito, ou seja, não devia absolutamente nada.


 


Dirigi-me à loja novamente porém o sistema continuava a não permitir adesões a contratos de fidelização. O assistente encaminhou um pedido para o backoffice e aconselhou-me a dirigir-me a uma loja oficial para resolver o problema mais rápido. Informou ainda que como o número MEO que adquiri era muito recente tinha que efetuar um carregamento de 40€. Fiz o carregamento.


 


Dirigi-me à loja oficial e indicaram-me que o carregamento de 40€ era válido apenas para cartões com mais de 6 meses, no meu caso teria que efetuar um carregamento único no valor mínimo de 75€. Fiz o carregamento pedido.


 


Após isso o assistente da loja oficial esteve a verificar o sistema e não encontrou problema algum até ao pedido do equipamento em que dava um erro. Falou com o responsável de loja onde me foi solocitado para aderir em loja ao tarifário pretendido e no máximo em 48 horas podia ir levantar o equipamento. Questionei acerca da fidelização, foi garantido que na reduzida eventualidade de não conseguir o equipamento iriam anular ou congelar a faturação até estar resolvida a questão.


 


Ora dois dias depois dirijo-me novamente à loja mas ainda não dava.


 


Cheguei a casa e liguei para o SAC onde fui informado que o pedido para o backoffice foi mal encaminhado e estava tudo na mesma, teria que ir à loja original do pedido e solicitar o reencaminhamento. Expliquei a situação toda novamente ao assistente do SAC ele verificou de novo o sistema e indica-me que não entende o motivo de haver erros visto que estava tudo ok.


 


Com tanta confusão e erros grotescos nos procedimentos entendi que seria melhor contactar a provedoria de cliente.


 


Encaminhei um pedido à provedoria de cliente a explicar o desagrado com o processo e a informar que se a situação não ficasse resolvida em 24 horas úteis ou não recebesse um esclarecimento concreto pretendida a resolução do contrato e a devolução dos valores carregados no cartão bem como a inativação do mesmo.


 


Fui contactado pela provedoria de cliente e sou informado disto:


 


- O contrato em loja não pode ser anulado (a não ser que pague o incumprimento contratual);


- O sistema estava a dar erro porque a fatura que paguei estava fora do prazo de pagamento, o sistema assume como uma dívida e só no prazo de 3 meses posso voltar a fazer o pedido;


- Apesar de confirmar em chamada que os procedimentos nas lojas não foram acautelados não seria possível reverter nada e fui aconselhado a esperar três meses para o equipamento pois agora estou "preso" dois anos ao serviço.


 


Depois de tanta trapalhada nas lojas, do mau entendimento dos assistentes de ser induzido a erro nos carregamentos e na celebração do contrato sinto-me enganado, como é lógico não pretendo ser clinte de alguém que propositadamente ou no mínimo negligentemente me induz a erro, porém é impossivel reverter as situações.


 


Pedi cópia do contrato (que na loja me disseram que receberia por email) e fui informado que terei que esperar 15 dias para receber no email o contrato, ou seja, não consigo ler as condições lá estabelecidas sequer.


 


Alguém pode dar-me uma ajuda, isto é, como posso resolver o problema ou pelo menos deixar explícito que foi o procedimento errado em loja que originou toda a situação incómoda?


 


Cumprimentos,


 


Carlos

2 respostas

Por muito que a Meo que diga que não, tem 7 dias para invocar má informação em loja para anular o contrato sem ter de pagar incumprimento contratual. Se tivesse sido à distância, teria 14 dias, sem qualquer motivo (a Meo tb diz que não, mas é falso).
Aconselho a pedir ajuda à direção geral do consumidor e à Deco, mas a primeiro costuma ser mais rápida e eficaz.

Até lá, se não for utilizar o tarifário durante estes 3 meses, pode sempre falar com a linha de retenção a ver se lhe baixam a mensalidade...o que à partida deve conseguir, invocando esta situação.
Viva,


 


Pedi o contrato visto que a loja nunca chegou a enviar por email.


 


Para poder justificar perante a PT/MEO o que aconteceu sei que junto ao contrato foram inseridos anexos de documentos digitalizados.


 


- Fatura do serviço anterior pago;


- Talões MB dos carregamentos efetuados ao cartão.


 


Recebi o contrato por email, solicitei o resto dos anexos porém parece que não existem em sistema. Estranho pois quando me dirigi a loja pela ultima vez eles fizeram a impressao do contrato para ler (estava "ao contrário" na digitalização" e saiu tudo aquilo que foi anexado.


 


Enfim...

Responder