Pergunta

MEO NÃO FECHA contrato comigo CAPTURANDO a EXTORCER dinheiro de CONTRATO rescem-fechado

  • 14 Agosto 2019
  • 2 respostas
  • 54 visualizações

Crachá
Sou vitima de abuso por MEO Telecomunicações que viola direito de consumidor de maneira practicanda no terceiro mundo:captura cliente a extorcer dinheiro - fraudulência mercado negro acontecida ao União Europeu.

04.10.2018 assinou com MEO-Serviços Telecomunicações Multimedia o meu contrato de telemóvel/comunicações electrónicas pelo período de 2anos. Sou desempregada de longo tempo em Portugal. Este ano vou mudar a minha vida para a França. Por caso da minha mudança a partir de novembro deste ano não vou precisar os serviços de telecomunicações portuguêses.

Pedi MEO Telecomunicações para trocar tarifária por mais conveniente ou fechar o meu contrato em breve. Este operador de telecomunicações português respondeu que isto podia ser feito com contrato fidelização por 2anos. MEO-Serviços Telecomunicações Multimedia informou que só poderia cancelar o contrato se apresentasse contrato de arrendamento de habitação e contrato de trabalho em França, e também os bilhetes comprovativos da viagem.

Não posso apresentar estes documentes todos ao momento da minha partida para a França onde vou aprender língua primeiro e depois procurar trabalho.

A minha saida a França planeada provocada pela minha situação de desemprego é circunstância de força maior. De meu opinião isto todo da-me direito a fechar contrato com operador de telecomunicações sem pagar custos.

Não estou a perceber porque MEO Telecomunicações captura o cliente deles e viola o meu direito de consumidor. Esta maneira MEO Telecomunicações ganhar dinheiro de contratos rescem-fechados é extorção de dinheiro, tecnológia de mercado negro praticando nos países de terceiro mundo. Como é que isto pode acontecer em Portugal que pretence ao União Europeu?

Como posso resolver esta problema de abuso de cliente MEO-Telecomunicações por operador próprio e parar esta fraudulência em breve?

2 respostas

Reputação 3
Crachá +6
Pode expor a situação á anacom, mas pelo que indica o seu processo tem poucas pernas para andar.
Reputação 7
Crachá +19
boas

não tem pernas para andar...

sair do país a para aprender a lingua e só depois procurar trabalho não é motivo para desistir com justa causa...

o documentos pedidos tem uma só justificação, o cliente comprovar que vai sair do país para trabalhar...e assim justifica a desistencia do contrato com justa causa...

sem documentos a comprovar a situação de mudança para o estrangeiro por motivos de trabalho é o mesmo que dizer quero desistir porque quero e vou de ferias uns tempos...

Responder