FALSO TARIFÁRIO ILIMITADO

  • 25 Julho 2014
  • 1 resposta
  • 1127 visualizações

  • Novo Membro
  • 0 respostas
N. Conta 1309345872



Venho por este meio pedir esclarecimentos relativamente a uma situação que me tem deixado bastante indignada nos últimos meses. Desde que uso telemóvel, sempre fui cliente da TMN/MEO com tarifários pré-pagos acerca dos quais nunca tive nenhuma reclamação a fazer. No entanto, desde Fevereiro deste ano que aderi ao tarifário pós-pago Unlimited M. Decisão que, devo dizer-vos, foi um grande erro. Das diversas vezes que fui abordada por trabalhadores da vossa empresa em campanhas de telemarketing nunca fui informada que um tarifário que tem o nome de ILIMITADO, na verdade tem uma utilização restrita. Fui levada a contratar este serviço devido à ilusão que me foi vendida de que o serviço seria, de facto, ilimitado no que diz respeito a contactos dentro da própria operadora. Faço um uso intensivo do telemóvel por questões de trabalho e as sucessivas faturas que ultrapassam os 50 (cinquenta) euros têm-me deixado bastante aborrecida visto que aderi a um tarifário que teria um valor fixo e chamadas ILIMITADAS.
Tenho conhecimento que não sou a única cliente insatisfeita com esta situação, que já tentei esclarecer várias vezes junto das vossas lojas e serviços telefónicos de apoio ao cliente.
A própria Anacom já proibiu as empresas de venderem como ilimitadas ofertas de comunicações com restrições:
“A ANACOM considera que esta situação tem que ser corrigida, pois não se pode anunciar uma oferta como ''ilimitada'' - ou outra expressão que leve os consumidores a concluir nesse sentido - e depois estabelecer restrições a essa oferta, induzindo os consumidores em erro e contrariando as exigências legais de transparência e adequação da informação a disponibilizar ao público.”
Neste sentido, informo que pretendo ver esclarecidas estas situações obscuras de facturação, que me têm levado a ponderar seriamente a mudar para uma operadora concorrente que têm, de facto, um tarifário com comunicações ILIMITADAS, a Vodafone. Bem sei que assinei um contrato de fidelização de dois anos com a vossa empresa. No entanto, se esta situação não for regularizada através da reemissão de nova factura com os valores correctos de pagamento (excluíndo, claro está, valores que me estão a ser cobrados indevidamente pois contratei um serviço ILIMITADO), devolução de valores pagos indevidamente à empresa e normalização da situação nas facturas seguintes serei obrigada a seguir as vias legais que tenho ao dispor enquanto consumidora para reclamar os meus direitos.


25/07/2014

1 resposta

Infelizmente os colaboradores são obrigados a "vender" os serviços como sendo "ilimitados", mesmo que não concordem com isso, são regras da empresa (que lhes paga o salário).


 


Esta situação aconteçe em todas as operadoras, dado que todas aplicam a famosa "PUR".


 


Contudo, se efetua bastantes comunicações, terá de verificar se o tarifário de faturação afinal não compensa.


 


Ora vejamos, o Unlimited M tem 5000 min/SMS para a rede MEO/Grupo PT  e 120min/SMS para as outras redes, ultrapassando o plafond associado será cobrada por min/sms a um valor( que n sei qual é dado que não encontrei essa info na página).


 


Rrefere que tem faturas na ordem dos €50,  provavelmente gastou maior parte do valor em comunicaçoes para outras redes.


 


No caso de verificar que efetivamente efetuou mais comunicações para outras redes, aconselho a contabilizar o consumo efetuado, se chegar á conclusão de que não ultrapassa os 2000min/SMS, poderá passar para o Unlimited L Light, dado que este TRF por norma tem 5000min/SMS para MEO e 2000min/SMS para outras redes e tem o mesmo preço do Unlimited M €24,99.


 


Isto é uma sugestão, dado que dificilmente conseguirá que a fidelização seja retirada, a menos que esteja no periodo experimental, ou realmente seja comprovada a má informação.


 


E nas fidelizações pode alterar o tarifário para um de valor igual ou superior ao contratado.

Responder