Velocidades de internet diferentes das velocidades contratadas


Sou assinante com fidelização desta empresa de um pacote M5O (fibra) e a velocidade da internet não corresponde ao contratado.
Já entrei em contacto com o apoio técnico, no qual me tiveram cerca de 30min. "pendurado" no telefone enquanto o técnico fazia um reset ao router e aos serviços (isto foi o que o senhor disse ao telefone) e que terminou com "Entre em contacto novamente caso se continue a verificar o problema".
Pois caros senhores da MEO, a paciência tem limites e como continuamos a ser explorados pelas empresas de telecomunicações, com os piores mas mais caros serviços da Europa, deixo aqui um pedido simples:
Ou resolvem o problema da velocidade da internet ou baixam o preço do serviço que me estão a prestar. Caso não consigam nenhuma solução das anteriores, peço que rescindam o contrato imediatamente para não ter que entrar com uma queixa na Deco e na ANACOM.
Em anexo, envio os resultados do teste de velocidade feito no site da ANACOM.

4 respostas

Olá Pedro,


 


Para a MEO puder verificar novamente a tua situação quer numa ótica técnica quer numa ótica comercial, contacta por favor o 16209 (gratuito se ligares do teu n. MEO) ou cria um pedido para análise via Área de Cliente.


Não te esqueças de indicar o n. de serviço, CP, dificuldades sentidas e desde quando sentes estar mesmas dificuldades.


Também pode estar acontecer alguma intervenção ou avaria que esteja a condicionar o serviço.
Reputação 7
boas


 


tens de ser bem mais excpecifico que isso...


 


qual é a velocidade contratada, por cabo ou wifi, fibra ou adsl...
Reputação 7
boas


 


tens de ser bem mais excpecifico que isso...


 


qual é a velocidade contratada, por cabo ou wifi, fibra ou adsl...
Bom dia. 

 

Tenho uma empresa em Aldeia Viçosa, Guarda (6300-025), e a internet fraca impede-me de fazer mais negócios. Uns vizinhos, Balatasar Moisés Barroso Lopes e Maria de Lurdes Videira Lopes, têm fibra ótica em casa dele, e eu preciso de saber como conseguir isto. É uma questão vital. Obrigado. 

Responder