Como é possível esta operadora estar a cobrar esta suposta divida dum serviço que nunca tive?

  • 5 Março 2015
  • 20 respostas
  • 3658 visualizações

Dia 03/03/2015 dirigi-me a loja meo para trocar os pontos por um telemóvel quando a funcionaria me disse que não podia, questionei o porquê foi-me indicado que tinha uma divida para com a meo de uma banda larga que tive em 2008 do programa e-escolas.
Banda larga essa que nunca tive pois o portátil que foi adquirido para o meu filho foi através da operadora OPTIMUS e o magalhães para a minha filha que entrou para a escola em 2010. Feita reclamação em loja e solicitei que me fosse enviada a copia do suposto contrato que assinei

Dia 04/03/2015 a operadora realizou um inquérito de satisfação sem nada ter resolvido, indignada liguei 16200 questionando se já tinham solução deste problema. Falei com o Sr Pedro que ai me indicou que a suposta divida afinal não era de uma banda larga mas sim de um nº voz-móvel pré-pago de um nº que desconheço, voltei novamente a loja e ai a referida suposta divida era novamente da banda larga apresentei queixa no livro azul.

Dia 05/03/2015 houve um contacto telefónico por parte da operadora do nº 225006000 onde foi indicado ao meu marido que não era possível o envio da referida cópia do contrato uma vez que não existia mas que a suposta divida tinha que ser paga.
Contactei esse nº as 17:16 para me certificar da situação falei com o Sr Luis Vaz que indicou não ser o departamento correto reencaminhando a chamada para outro departamento onde falei com Sra Dª Joana Abreu que após ouvir toda a situação as 17:36 reencaminhou para o departamento de contencioso onde falei com a Sra Dª Maria Sobral que continua a dizer que o dito contrato não existe apenas verifica valores em divida no meu nº de contribuinte sem me saber indicar de onde procedem os valores apenas diz que a divida tem que ser regularizada mais uma vez solicitei então a copia do dito contrato e o cancelamento de todos os serviços Meo, a dita senhora reencaminhou-me então a chamada para outro departamento as 18:30 onde falei com o Sr Elisandro Santos que diz que a unica solução é pagar a suposta divida que está associada ao meu nº de contribuinte

Como é possivel esta operadora estar a cobrar esta suposta divida dum serviço que nunca tive?

20 respostas

Reputação 7
Crachá +19
boas


 


eu tambem tenho uma pequena divida, penso de +/- 23€...de 2 nº de telemovel que nunca tive...mas tambem nunca ninguem me conseguiu o dizer porque...e ja data de 2001 ou 2002...sem nao estiver errado...


 


o pior é que desconheço por completo esta divida...mas pelo que me lembro as dividas ao nao serem cobradas no periodo de 2 anos devem ser anuladas...a verdade é que tambem nunca recebi nada de nada sobre esta suposta divida...
Reputação 7
Crachá +19
boas


 


realmente estas com um caso bem complicado de resolver...e cada vez tens menos informação util...


 


só posso ajudar em duas coisas...1º alguma divida irá estar sempre associado ao contribuinte de um cliente e não a morada, a não ser em casos muitos especiais como varios contribuintes na mesma morada e todos com dividas (pelo menos era assim)...2º supostamente tens uma divida...a divida nunca prescreve...o que prescreve é a obrigação de pagar essa divida ou de a empresa obrigar-te a pagar...mas isto não quer dizer que a divida desapareça, ela irá continuar a existir mas não tens a obrigação de a pagar...mas a empresa fica livre de te não aceitar como cliente se ja existe divida com a mesma...isto supostamente a existir divida...


 


acrescentar...qualquer resposta que queiras por escrito terá de ser pedida por escrito...no forum não sendo um apoio ao cliente o maximo que posso ajudar é aconselhar-te ires a um advogado e enviar uma carta registada para ser resolvido o problema...ao enviares a carta ela tem de ser respondida por escrito...melhor que teres respostas diferentes a cada contacto...
NeoPayne eu também desconheço a dita divida já solicitei então o contrato desse dito serviço por mim assinado obtive como resposta que o contrato já não existe (pois nunca existiu pelo menos em meu nome) mas que tenho que pagar os valores em falta.


 


A prescrição da divida segundo site interno da PT é de 6 meses segundo a Lei nº 12/2008 de 26 de Fevereiro que procedeu a 1ª alteração á Lei nº 23/96 de 26 de Julho.


A PT tem 6 meses após a data de emissão das facturas para propor as acções sob pena de prescrever


 


Mesmo que eu tivesse alguma divida a mesma ja teria prescrito mas enfim digamos que se trata da PT comunicações
Se não assinaste contrato, não pagas porque não eles não têm nada que prove o contrario (nem o contrato), excepto esses dados num computador..
Podes sempre alegar prescrição, se mandarem alguma carta
Reputação 7
Crachá +19
boas


 


aceito na totalidade que a divida nunca deixe de existir...


 


no entanto...de onde ela vem?? onde e quando foi feita??


 


todos nós sabemos que infelizmente existem situações de burla...e se fui burlado sem saber fico com uma divida que desconheço por completo de onde e quando ela foi contraida?


 


dizer que tenho divida por dizer...pois o sistema assim o diz...lamento mas isso nao me satisfaz...quero provas em como fui eu que a contraí...na loja ja me disseram que nao conseguem aceder aos processos da divida mas o sistema diz que tenho divida...felizmente ate são uns poucos euros...mas nao aceito pagar por uma coisa que desconheço...
Reputação 7
Crachá +19
boas


 


realmente ja me foi dada a informação e tem os documentos armanezados...


 


continuo a dizer que nao fiz qualquer cartão ser o que tenho actualmente a mais de 15 anos...


 


mas suspeito que tenha existido burla pelo meu antigo patrão pois a data trabalha numa loja TMN...acho demasiado estranho ate a carta de condução estar no processo...não havia nada em procedimentos que disse-se que esse era um documento essencial...mas era unica maneira do meu antigo patrão ter um comprovativo da minha morada pois como andava com um carro da empresa...


 


na verdade o que "tenho" em divida são +/- 22€,,,ou seja foram activos os cartões durante 1 mês e desactivos de seguida...ele ficou com a comissão...é o que suspeito...
Reputação 7
Crachá +19
boas


 


anapaula-rafael, no meu caso aparentemente existem documentos...só os tenho de pedir e confirmar a burla...


 


se estas satisfeita com outra operadora ainda bem...mas dizer que tem mais qualidade,,,desculpa nao concordar...só escolhes te a pior operadora com o pior zaping de sempre...nisso ninguem pode desmentir...


 


mas tem uma coisa que adorei...procurar qualquer coisa no guia TV ate 7 dias atras...por exemplo procurar os filmes de todos os canais (gravações automaticas) nos ultimos 7 dias...foi a unica coisa que realmente gostei...
Reputação 7
Crachá +19
boas


 


claro que posso considerar isso tambem...mas provar é o mais complicado...alias provar seja o que for é complicado como se sabe...


 


aqui cabe o bom senso mediante as provas apresentadas...
Reputação 2
usurpaçao de dados ja ouviram falar!? isto ja existe ha muito tempo e feito pelos mesmos colaboradores ou ex colaboradores das operadoras seja do sac e comerciais de porta em porta entao e a 'bater com pau'. estas situaçoes pode acontecer a qualquer meu amigos por isso abram bem o olho! graças a deus que ate agora nao me aconteceu e espero nunca porque sao situaçoes quase impossiveis de se resolver porque os operadores nao querem saber do cliente para nada..
Reputação 2
boas


tudo funciona duma forma tao simples e nada complexa ao qual os propios ISPs nao deviam facilitar a efectuar contratos por via da linha comercial duma forma tao pouco profissional. existem n situaçoes do meu conhecimento em que alguns cliente da minha zona nao podem efectuar contratos naquela morada e com aquele n. NIF porque estao bloqueados no sistema pelo operador ao qual sao informados de dividas de anos ao qual os clientes nunca tiveram conhecimento e nem se quer tinham  recebido comunicaçao dessa eventual divida! sao situaçoes recorrentes que infelizmente acontece muito em todo o lado, por vezes eles para ganharem a comissao e quando aquela morada ou cliente ja tem divida no sistema eles para o conseguir utilizam uma base de dados de clientes usurpada, olha que nao sao so comerciais porta em porta que o costumam fazer para ganhar mais uma comissao, tambem pela internet sites de streaming phishing respondendo a um inquerito de satisfaçao e colocar os dados pessoais (os hachers) tudo isto funciona como um grande negocio para esta mafia!


e os operadores tem consciencia que isto e uma realidade, mas o cliente vai ter que o provar como e obvio, mas tambem os operadores quando os contratos sao feitos pelo telefone tambem prova alguma nivel legal, se o cliente quiser ir a tribunal ai certamente se pode safar. e muito complicado
Bom dia @@@anapaula-rafael , envie-nos mensagem privada com o seu NIF e o seu nº de contacto de modo a verificarmos a situação que reporta. No assunto da sua mensagem coloque o nº 3-73265731416.
@@@anapaula-rafael Lamentamos a demora na resposta pelo forum porem ainda já obte esclarecimentos para confirmar a situação. Contudo e relativamente a prescrição de dividas invocadas, cumpre esclarecer que mesmo que se verifique numa situação em concreto, não extingue a obrigação de pagamento por parte do  Cliente, mas somente o meio de exigir o seu cumprimento e execução, ou seja, a ação creditória (artigo 817º do Código Civil), restando assim uma obrigação sem ação. Efetivamente, o decurso do prazo de prescrição determina, tão só, a extinção do direito de exigir judicialmente o cumprimento da prestação, a qual, porém, permanece como sendo devida, o que juridicamente se designa por obrigação natural. Para mais informações estamos ao dispor. Obrigada
Olá @@@NeoPayne de forma a teres esse esclarecimento iremos encaminhar a situação para que seja aalisada e seres informado mais detalhadamente, pelo que solicitamos que aguardes um contaco da nossa parte. Obrigada 
@@@NeoPayne , como indicado no nosso contacto, os valores que refere são respeitantes a contratos de telemóvel pós-pago já desativados.


Caso pretenda o acesso aos contratos indicados, deverá fazer o seu pedido por escrito.


Ficamos ao dispor para questões adicionais.
TNeto não há esse contrato nem nunca houve porque nunca o assinei com essa operadora agora o que pretendem é que faça o pedido por escrito e devidamente assinado mas assinatura minha não vão eles lá apanhar já inventam facturas ainda falsificavam um contrato


 


Até já me foram informadas por eles duas datas de inicio desse suposto  contrato diferentes
Boa tarde


 


Sra Dª Maria_MEO mais uma vez veio provar o desrespeito que essa operadoa tem pelos clientes e a vossa falta e competência como colaboradores, a ponto de me enviarem contratos falsos e muito mal digitalizados pois digitalizações em cima de digitalizações não vos correu muito bem e a serem enviados após ter já tudo tratado com a Sra Dª Mónica do departamento de administração não abonou nada a vosso favor a não ser terem perdido para a vossa concorrente direta "NOS" mais um cliente livrei-me de vocês de uma vez por todas e a continuar assim acredito que vão perder muito mais
Boa tarde


NeoPayne era o que estavam a fazer comigo apenas diziam que a divida aparecia no sistema depois de me terem dado razão do departamento de administração ainda houve incompetentes a dizer que a divida existia 


VERGONHA DE OPERADORA


mas já me livrei deles de uma vez por todas pois até em equipamentos a "NOS" está mais a frente, até canais e velocidade de net é superior por menos valor
 Antes de mais bom dia! Após inúmeros e sucessivos contatos(sempre cobrados) e sem resposta, após ter ido à vossa loja e ter apresentado reclamação por recusa ao atendimento de pessoa com incapacidade comprovada e sem condiçoes de me fazer sentar sequer(ainda sem qualquer resposta válida a esta reclamação...diga-se a única resposta foi um contato telefónico de vossa parte  a dar conhecimento que haviam rececionado a reclamação e iriam dar seguimento e a incompetente da pessoa que telefonou apontou em registo que concordei com tudo???? o que???), vejo me obrigado a vir então informar Vossas Excelências que o assunto a ser tratado é muito simples: temos um serviço de MEO contratado numa morada. Mudámos de casa e pedimos para transitar o contrato. A casa para onde mudamos è de meu sogro e nunca lá habitámos, mas ao verificarem a morada dizem que ha um contencioso desde 2012 que remonta a um serviço de satélite de 2009. Até aqui tudo bem, não fosse o contencioso estar em nome de casada de minha mulher(que se divorciou em 2006 e deixou o nome de casada no tribunal), não existir nenhum contrato assinado ou qualquer comprovativo de requisição de tal serviço em nome de minha esposa. Existe uma carta enviada a 12/01 de 2009 por Vossa parte a confirmar a ativação de serviço por satélite...dito por Vós, forjada por Vós(e já vão perceber porquÊ). Foi nos dito nos primeiros telefonemas que seria impossivel transitar o contrato para esta morada pois encontrava-se este valor em divida a pagamento em nome de uma pessoa que nao o usa desde 2006 e como a morada fica nos registos e não os nomes é de todo impossivel ate regularização. Após contato com Anacom, Deco e advogado esta divida encontra-se prescrita ao abrigo de diversas leis...uma delas foi a ausência de comunicação de Vossa parte(já reconhecido e gravado telefonicamente) no prazo de 6 meses. Não satisfeito falei com o meu sogro para saber o que se passava. Então é assim: à data a Meo não dispunha de nenhuma ligação que não por satélite na zona da habitação em questão. O meu sogro contratou o serviço satélite e 2 meses depois(dai so terem duas faturas pagas, dito por vos e gravado telefonicamente) a adsl chegou e telefonaram a perguntar se o mesmo queria migrar o serviço para ADSL. O meu sogro de imediato concordou, os técnicos lá foram fazer as devidas alterações e durante muitos anos o meu sogro lá foi pagando as ditas faturas do serviço contratado(uma vez que tudo estava tratado so teria um serviço certo? seria então migrado e estaria tudo ok, dito telefonicamente). Tão espertos que são aproveitaram-se de uma pessoa telefonicamente e enviavam somente as faturas do serviço ADSL(porque se o serviço satélite ficou ativo por erro de funcionário Vosso que ofereceu-se para fazer a migração do mesmo, porque não enviavam faturas para se proceder ao pagamento??? Nem uma fatura foi enviada ou rececionada!(mas conhecendo de antemão o Vosso calibre é de todo fácil irem ao computador e forjarem umas qts não é? Até porque são os únicos sempre com os documentos que mais ninguém tem...coincidência?). É a unica explicação! O que não se entende é se o serviço estava no nome dele e as faturas pagas pelo mesmo uma vez que era ele que lá morava onde foram desencantar o nome da minha mulher e po-la como cliente? 

No meio disto tudo foi sempre dito que a morada iria despoletar sempre o aviso no sistema e era de todo impossivel proceder à transferência de contrato para aquela morada. 

Ontem para meu espanto tudo mudou!!!! Por milagre já não é a morada, foram à fatura do contrato atual em nome de minha mulher que efetuamos em 2013(se entrou em contencioso em 2012 de acordo com informação Vossa, pois mais ninguém dispoe de tal informação, como foi posssivel 1 ano depois a minha muilher ter contraido um serviço convosco quando supostamente o nome e o numero de contribuinte estaria no sistema e não deu alarme? Ou 1 ano depois de contencioso ativado de Vossa parte sem qualquer comunicação demora tanto a atualizar os Vossos serviços? Inventar faturas e colocar e dar informações erradas são peritos e rápidos...) na casa onde residiamos até então, retiraram o nº de contribuinte e agora já qualquer pessoa pode lá por o serviço porque a divida agora está associada ao contribuinte da minha mulher????? MAs quem trabalha desse lado pensa que é tudo parvo??? Cada telefonema é um departamento diferente onde só ai podem dar informações, liga-se para todo lado e mais algum à procura de esclarecimentos para uma situação que não sabem alertar os consumidores e nunca sabem nada, nem conseguem aceder a nada e não se dão ao trabalho para não terem custos? criam situações, gravam chamadas e mudam regularmente os termos e condiçoes por telefone? Colocam a hipotese de fraude...perante isto tudo não parece serem Vós que estão a fraudular os portugueses? O mais absurdo nisto tudo é que queriamos continuar clientes e só pedimos para transferir a morada e o equipamento!!! Só...e o resultado é este! Inúmeros telefonemas para Vós, nenhuma resposta!! Estou neste momento a pagar uma fatura convosco de uma casa de onde já sai e pedi-vos para mudar e não quiseram, e já não estou la e continuo a pagar, não vos parece que se tivessem dado a conhecer a seu devido tempo e com tudo bem explicado chegaria-se a uma resposta rápida e se calhar um perdão Vosso pelo Vosso erro e por todo o transtorno que estão a causar? Não estou a ver outra solução que não seja fazer renúncia e denúncia do atual contrato em vigor(em que puseram o nome do meu sogro também num dos números da fatura desta casa (onde já não moramos e pagamos por tv que não vemos, net que não temos, telefone fixo que nao funciona, e ele nem sequer cá mora e nem falámos dele tão pouco quando contratámos o serviço em 2013) pois neste momento encontram-se em falta com várias alineas do contrato(esse sim assinado) nomeadamente o não fornecimento e a recusa de Vossa parte em dar acesso a um serviço contratado entre outras, não havendo lugar para manter a fidelização uma vez que não é de Vosso interesse resolver a questão. Pelo menos tanto a Anacom, como a Deco e até o advogado, foram bem mais céleres do que Vós! Ainda andamos atrás de vocês e nem apresentam uma única solução???? Só entraves??? Assim sendo aqui fica:

 

Exmos senhores,

fui informado de forma duvidosa por vários colaboradores Vossos, aquando da tentativa de mudança de morada,e nunca por escrito ou qualquer notificação judicial, que existia um valor em contencioso pendente por um suposto serviço contratado por uma pessoa que há data não habitava na casa em questão no inicio do ano de 2009.

 

Como tal, e não reconhecendo tal valores em divida que nunca foram reportados por Vossa parte, esses mesmos encontram-se prescritos, em conformidade com o disposto no artº nº10 nº1 da Lei de Serviços Públicos Esssenciais.

 

Assim serve o presente para me opor ao pagamento do valor apresentado somente por Vós, invocando expressamente a prescrição para todos os efeitos legais e que a mesma informação seja de imediato retirada de todas e/ou quaisquer bases de dados que disponibilizem para os Vosso devidos efeitos.

 

Aguardo resposta por escrito e anulação imediata dos valores prescritos no prazo mínimo de 24h e máximo 72horas, uma vez que até à data não foi obtido qualquer vontade de Vossa parte e/ou qualquer comunicação para resolver o que aprenta ser um erro de Vossa parte.

 

Irá também ser exigido compensações caso esta situação não fique de imediato resolvida.

 

Com os melhores cumprimentos,

C. Morais

 

Nota: absolutamente ridiculo! Sem qualquer anexo! Cada contato uma informação diferente e uma desculpa diferente...anda uma pessoa a confiar para ser enganado??? REPITO: este mesmo assunto já foi entregue para apreciação junto de todas as autoridades competentes por falta de resolução de Vossa parte, nomeadamente a DECO, ANACOM e Advogado!
Pois parece que a MEO anda a meter a mão nos bolsos do pessoal. Comigo aconteceu uma situação idêntica, já reclamei em todos os livros desde a ANACOM , até ao portal da queixa, cancelei serviços, paguei ainda 3 meses, é dizem que não cancelei, não têm os contratos de cancelamento dos serviços e dizem também que tenho de pagar. A ANACOM empurra para a MEO, a MEO passa as dívidas para a Intrum, é a Intrum diz que tenho que pagar um serviço que cancelei, é não saem dessa tecla, tem de pagar e tem de pagar, eu vou recorrer ao tribunal. Eles até desconhecem a prescrição das dívidas, Lei dos Serviços Públicos essenciais, (aplica-se só a serviços essenciais – luz, água, gás e telecomunicações)
Lei n.º 23/96, de 26 de Julho. Artigo 10.º no ponto 1, “O direito ao recebimento do preço do serviço prestado prescreve no prazo de seis meses após a sua prestação
Se necessário recorra a um centro de arbitragem.
Reputação 7
Crachá +19
boas

não estas a ler o artigo de lei completo...

diz que se não forem cobrado no espaço de 6 meses os serviços prestado prescrevem...mas se houver pelo menos uma tentativa de cobrança dentro desses 6 meses, essa lei já não se aplica...

alem que publicar num topico parado a mais de 2 anos, é um pouco ridiculo...

Responder