faturas, pagamento, reembolso e reclamação

faturas, pagamento, reembolso e reclamação

Novo Membro arc18
Novo Membro

faturas, pagamento, reembolso e reclamação

Exm.as(os) senhores(ras) Meo/ Altice

 

Eu Marco Silva com nr de conta Meo 103 117 72 62, venho por este meio reclamar uma situação, completamente estranha no passado dia 25 de maio de 2018 desloquei-me a uma maquina multibanco para fazer o pagamento da fatura corrente, que o prazo acabava dia 29 de maio de 2018, foi então que a máquina deu erro e o meu cartão veio para fora, dando informação de código errado, dado isto foi a outra caixa multibanco, fazer o mesmo pagamento, ou seja fiz o mesmo pagamento duas vezes da mesma fatura, no segundo pagamento, como estava perto de uma loja oficial da Meo na Belavista em Lisboa, e contei o sucedido, o funcionário que me atendeu transmitiu que seria um erro do multibanco e que em 24 horas o dinheiro que foi pago a mais iria ser reposto na minha conta.

No final do dia, liguei para a linha de apoio, a relatar o mesmo sucedido, foi então que transmitiram que havia três opções que o cliente podia tomar, a primeira seria que o valor era reposto na conta do cliente, a segunda era passar numa loja oficial MEO, para me darem a quitação da mesma paga em duplicado, terceira era o crédito na próxima fatura, eu confirmei que queria a primeira opção, tudo isto no dia 25 de maio.

 

No dia 28, desloquei-me a loja oficial Meo do chiado em lisboa, para relatar a mesma situação, foi-me transmitido que iria demorar o reembolso, mas que situações como a minha seria normal o credito na próxima fatura, eu apenas disse a funcionaria que não era essa opção, eu cliente, o que decide ao telefone.

 

No dia 30, recebi uma sms, da parte da Meo, em resposta ao meu pedido o credito no valor 49,99 que paguei a mais foi, incluído nas faturas A356680406 e parte na fatura G012750685, lendo isto liguei de seguida para a linha do apoio ao cliente, a transmitir o meu desagrado e questionei que faturas eram aquelas referidas na sms, foi então que me transmitiram que o credito passaria para a próxima faturas, argumentos a parte, passados 30 minutos ao telefone, foi-me dito que tinha faturas de 2007 em contencioso, e que iria passar a chamada para outra colega, foi-me dito o mesmo em mais 15 minutos ao telefone, contrato este foi feito a rescisão por carta registrada em junho de 2007, e em julho obtive uma resposta, que a acusar a rescisão, ou seja um mês depois, não tenho culpa dos serviços da TELECOM (na altura a empresa tinha outro nome) mas tenho os documentos em minha posse que posso provar.

Passados estes dias, no dia 1 de junho recebi um email, a dar as desculpas foi, um erro, um equivoco, a situação ia ser reposta, no mesmo dia em espaço de horas, ia lendo que tinha valores em atraso de julho e agosto de 2007, e na conta 106 89 96 00 09 estava tudo regularizado, meus amigos a minha conta atual é a 103 117 72 62.

Consultei, os juristas da DECO, e foi-me dito que haver valores em atraso de 11 anos, é no mínimo ridículo e passo a citar o decreto de lei que foi fornecido.

 

INVOCAÇÃO de PRESCRIÇÃO de Dívida :

Exmos, segue a presente comunicação para fins de invocação de divida, conforme aconselhado pela defesa do consumidor, que informa abaixo exposto:

Artigo nrº 10 nrº1 da lei dos serviços públicos essenciais, assim serve a presente missiva para o cliente se opor ao pagamento de um credito que o cliente tem direito para cobrar dividas prescritas de 2007, mais se informa a prescrição para todos os efeitos legais.

 

Assim informo os senhores, aguardarei pela resposta por escrito no prazo máximo de 7 dias e pelo reembolso na minha conta bancária, do valor pago em duplicado